30/04/2007

"In My Place"


E hoje sei o que somos. Sem afinal motivo para voarmos. Não de mãos dadas. Seria um sonho que não queremos tornar real. A vontade ao serviço das circunstâncias, a teia mágica dos destinos a quererem tecer-se sozinhos, a engendrar e a partilhar uma intriga onde não existem personagens nem sentimento que justifiquem as perdas.
Somos amigos. O que mais podíamos ser? E ninguém deveria partilhar dessa realidade senão nós. Mas eu digo a todos, e digo ao mundo em redor, que somos amigos, que somos dois adolescentes a saltar barreiras de uma vida demasiado simples para ser simples. Interessa-me que durmas apoiado no meu ombro ou que me deixes dormir no teu. Não quero um beijo teu, mas um abraço. Interessa-me acordar e ver os teus olhos poisados nos meus, duas mãos dadas debaixo dos cobertores a respirar o mesmo calor… sem que nada mais nos apeteça.
Uma espera… é disso que a música fala, não é? Ou melhor, é disso que a música nos fala, quando estamos juntos. Do encaixe perfeito que os nossos sorrisos têm quando confirmamos que as almas gémeas não existem, nem se esperarmos uma eternidade inteira por elas. Somos duas peças nada simétricas que se encaixam. Ou pelo menos hoje acreditamos que sim. Amanhã, quem sabe? Talvez voltemos costas um ao outro e sigamos caminhos perpendiculares demais para se voltarem a unir. Ou pudemos vir a ser duas linhas curvas que se afastam e se aproximam quando o coração assim entende. Como se o coração entendesse coisa alguma! Não entende, mas nós, em código, fingimos que sim. Luxos que a amizade tem, mas que as paixões não permitem. Adoro esta música, quase tanto como fazer as pazes contigo e não esperar de ti mais do que o que me dás.
.
.I was scared, I was scared
Tired and under prepared
But I waited for it
If you go, if you go
Then Leave me down here on my own
Then I'll wait for you...

6 comentários:

Menina dos olhos de água disse...

"Sing it please, please, please
Come back and sing to me
To me, me" :)

E sim, o coração não entende nada. "É um bicho e não ouve" como diz o Rodrigo Guedes de Carvalho. Sim, é um bicho... surdo.

Beijinho!

Filipa disse...

Lindo!

Querida Prima:

Não voltei a fazer as pazes com um amigo mas simplesmente a revê-lo...Estranho como Às vezes os caminhos diferentes, os namoros, aquilo que vem e passa à medida que vamos fluindo neste círuculo vicioso chamado vida, fazem-nos afastar as pessoas mais preciosas da nossa vida.as pessoas que não são comuns mortais, mas são os nossos amigos. Adoro a certeza da intemporalidade ubíqua desse sentimento.
beijinhos, belo texto

borrowing me disse...

que mais haverá a fazer, se não esperar?

eu adoro coldplay
já me serviu de banda sonora em muitas ocasiões na minha vida, e foi a única banda que fiz a minha filha ouvir quando estava na minha barriga, vezes sem conta...
o 1º cd tinha saído quando conheci o pai dela...

eu não consigo ouvir clocks sem chorar... já tentei!!! várias vezes!!!
não consigo...


adorei o teu texto. escreves maravilhosamente!

bjs e boa semana
e, ...come to my house anytime!

Corvo Negro disse...

It's fair.

Vision over sight erases... almost everything - Like a damn pill... that one wich scared you so much since...

isabel mendes ferreira disse...

a tua sabedoria....




o teu ser de asas.



______________________


bom dia Talento.

Marta disse...

Esplendido como poderemos estar a viver duas vidas desconhecidas, mas paralelas.

(Pensei que ninguem sentia isso neste mundo completamente desnorteado!)
:]