12/06/2008

Cartas de Coimbra XI


Coimbra não tem o Pôr-do-sol no horizonte. Coimbra não tem caminhos a direito. Coimbra traz o pôr do sol no rosto das pessoas a quem damos as mãos. O pôr do sol no recorte das árvores e das casas. Coimbra tem caminhos que nos fazem subir e ser feliz no cansaço dos fins de tarde. Coimbra, na sombra do que sempre quisemos ser e hoje, uma quimera perdida nas madrugadas turbulentas de um forma de estar que não a tua, mas a minha. Mas a minha mão estendida a pedir-te que lhe pegues e não a largues nunca, nunca mais. Mas a minha voz calada a pedir-te que toques para mim.
Gosto de estar aqui, sabes? De beber o vento como quem recorda o sabor de te ter comigo. Como quem volta atrás e tenta ver as coisas como as via antigamente: o contorno preto sobre os sonhos cor-de-rosa. E o pôr-do-sol que sobra dos olhares rápidos dos estudantes que passam. O instinto a revelar-nos que haverá sempre uma má desculpa para fingirmos que está tudo bem. O instinto a ganhar terreno e ainda agora a dizer-me ao ouvido que vai correr tudo bem. E que comigo não havia de ser diferente e que por isso crescemos e as coisas mudam para nós, tornam-se melhores mas mais pesadas, mais doces e mais amargas, tudo complica mas fica mais simples de fazer – faz-se pior, mas faz-se. Perde-se o brio nas coisas em que somos bons, mas continuamos a ter o vento a bater-nos na cara e o pôr-do-sol a encher-nos o ego. Quando, no fim de tudo, nós só queriamos que o sofrimento tivesse valido a pena.

5 comentários:

Anónimo disse...

todos os dias espreito o teu cantinho a ver se ha novidades.

ja li o teu blog do inicio ao fim.
repetidas vezes.

adoro o que escreves

isabel mendes ferreira disse...

eu tb.


também gosto muito e muito. há muito e muito tempo.



linda.


(e não sou anónimo) :)

Anónimo disse...

eu sou anonimo porque n tou registada desculpa :) maria mesquita

Pedro Pinto disse...

Coimbra, minha Coimbra.

Beijinho Beatriz.

susana catarino disse...

lindo este texto... ao lê-lo não pude deixar de saborear cada palavra que escreveste.

blog mt bom!**